Volte ao SPIN

domingo, 10 de maio de 2009

Morre Augusto Boal

Mensagem do MST a Augusto Boal

Companheiro Boal, A ti sempre estimaremos por nos ter ensinado que só aprende quem ensina. Tua luta, tua consciência política, tua solidariedade com a classe trabalhadora é mais que exemplo para nós, companheiro, é uma obra didática, como tantas que escreveu. Aprendemos contigo que os bons combatentes se forjam na luta.

Leia mais http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/mensagem-do-mst-a-augusto-boal/

*******

...

Lula lamenta morte de Augusto Boal, um dos maiores dramaturgos do Brasil

Foi cremado na tarde deste domingo, no Cemitério do Caju, o corpo do diretor de teatro, dramaturgo e ensaísta Augusto Boal.
Morto na madrugada de sábado, aos 78 anos, Boal foi um dos expoentes do Teatro de Arena de São Paulo (1956 a 1970) e fundador do Teatro do Oprimido (inspirado nas propostas do educador Paulo Freire).
Em nota oficial, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a morte do dramaturgo.

Continue lendo, assista ao vídeo

http://outroladodanoticia.wordpress.com/2009/05/04/lula-lamenta-morte-de-augusto-boal-um-dos-maiores-dramaturgos-do-brasil/

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Os 25 anos do MST e o ódio da Folha

Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Por Altamiro Borges

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) comemora nesta semana os seus 25 anos de existência. Lideranças políticas, artistas e intelectuais de renome já saldaram a data como um feito histórico, destacando a militância aguerrida do movimento, sua organicidade, seu papel pedagógico e civilizador e sua importante contribuição à luta por mudanças no país e na América Latina. O escritor uruguaio Eduardo Galeano, por exemplo, enviou uma nota singela e carinhosa: “Eu suplico aos deuses e aos demônios que protejam o MST e a toda sua linda gente que comete a loucura de querer trabalhar, neste mundo onde o trabalho merece castigo”.